Damien Hirst

biografia

sem título
litografia
60 x 54 cm
Edição de 150

Damien Hirst nasceu em Bristol em 1965. Entre 1986 e 1989 estudou no Goldsmiths College, famosa escola de artes londrina, e enquanto era ainda estudante organizou uma exposição coletiva denominada “Freeze”, na qual tinha trabalhos seus e de colegas da escola, o que lhe garantiu grande fama dentro do meio artístico.
Em 1991, realiza a sua primeira exposição individual, em Londres, “A Sign of Live”. Esta exposição foi apresentada pelo ICA (Instituto de Arte Contemporânea), uma instituição artística especialmente voltada para a apresentação e divulgação da arte de vanguarda.
Neste mesmo ano, Damien Hirst executa um dos seus trabalhos mais conhecidos, a escultura “The Physical Impossibility of Death in the Mind of Someone Living”. Esta obra, que apresenta um cadáver de tubarão, colocado dentro de um aquário preenchido com formol, assume um carácter monumental tanto pelas suas dimensões como pelo tema abordado; o efeito dramático do conjunto é acentuado pelo fato de o tubarão, um animal selvagem que geralmente simboliza a agressividade e o medo, permanecer imóvel, suspenso e encarserado no interior de um espaço translúcido.
Todos os trabalhos realizados no início de sua carreira assumem um objetivo comum: provocar reações violentas ao nível do espectador; que geraram situações polêmicas e controversas ao nível da opinião pública.
Se, no sentido temáticos e ideológicos, estas obras são dominadas por intenções provocativas, ao nível compositivo evidencia-se uma tendência minimalista, resultante em formalizações de sentido classicizante, que se caracterizam pelo uso simples e contido dos materiais e dos objetos. A dimensão conceptual dos seus trabalhos é revelada e complementada com a atribuição de extensos títulos.
Nos trabalhos mais recentes, em que Hirst procura novos suportes para além da instalação e da escultura, como o filme ou o vídeo, confirma-se a vocação minimalista e conceptual da linguagem deste artista, agora mais influenciada pela corrente inglesa da Arte Pop.

Fonte: site do artista