Exposição Coletiva | Naturgemälde | Abertura 27 de Março

Nesta mostra coletiva, a galeria propõe criar um conjunto que relacione obras de artistas representados, com obras de prestigiados artistas de gerações diversas selecionados no seu acervo.
O conjunto ou o “todo” resultante, reafirma a proposta dos galeristas Gustavo e Guilherme Carneiro em compreender a produção artística visual sem cânones definidos, entendendo que o campo de criação é livre de segmentações e, no olhar Humboldtdiano, como sinaliza o título da mostra, está sempre interligado.
Pedras, plantas, animais e o gênero humano, uma profusão universal com que a vida está distribuída, já foram outrora, segundo crenças de maior pendor filosófico do que científico a uma única coisa. E, arriscam alguns, o que estamos fazendo desde então através da arte, da poesia e das emoções, nada mais é do que um esforço para restaurar essa unidade extinta.
Naturgemälde, termo cunhado pelo naturalista e visionário Humboldt nos primórdios do século XIX, pode significar “pintura da natureza” ou o “todo”. Na reunião de obras para esta mostra em que aspectos do mundo natural estão afirmados ou evocados, está um convite para que seus visitantes examinem e apreciem as diferenças e similaridades contidas nas obras de modo a nunca perderem de vista a ideia do “todo”, compreendido através da interelação natureza e arte, imaginação e fatos.