Jorge dos Anjos

biografia

aço cortem
5,2 x 5 x 2,5 m

Escultura no aterro

Jorge Luiz dos Anjos (Ouro Preto, Minas Gerais, 1957) é pintor, escultor e desenhista. Inicia sua formação artística ainda menino, na Fundação de Arte de Ouro Preto, onde estuda com Nuno Mello, Ana Amélia e Amilcar de Castro. Suas obras apresentam uma referência básica de elementos minerais. Sofre influência do imaginário africano em suas esculturas, abordando de maneira poética e construtiva o casamento de elementos da cultura afro usando da matéria do ferro oxidado e óxido gravado nas telas.

Realizando em suas obras uma simbiose de formas Barroca e os signos da cultura religiosa africana, Jorge dos Anjos torna possível e consequente o encontro de duas forças formadoras da visualidade brasileira, latente em igual peso e amplitude na conformação de sua sensibilidade. Aplicando nessa operação conceitos do Construtivismo, de redução da forma, pela qual logrará a ampliação de sentidos, o artista projeta uma das obras mais significativas no panorama atual da arte brasileira.

fonte: Itaú Cultural e Márcio Sampaio

Exposições Individuais

2019

“Wall of memory for an ancestral palace” Penn Museum – Philadelphia, EUA

2018

Jorge dos Anjos: a ferro e fogo – Museu de Arte Murilo Mendes – Juiz de Fora, MG.

2016

“Rígido e flexível – “A forma encontra o seu lugar” – Palácio das Artes – Belo Horizonte, MG.

2015

Ocupar a Liberdade – 8º FAN – Praça da Liberdade e CCBB – Belo Horizonte, MG

2014

Esculturas – Ouro Preto, MG

2013

Geometria de Risco – Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, Brasília.

2012

Institut fur Künstlerische Keramik und Glas – Horgrenzhausen, Alemanha.

2012

Via Thorey-Vitoria, ES.

2011

Coleção Jorge dos Anjos – Espaço Cultural da V&M do Brasil – Belo Horizonte. / Pedra, Ferro e Fogo-Galeria Coleção de Arte- Rio de Janeiro, RJ

2010

Nibourg Interieurs – Zwolle, Holanda.

2009

Gravadura a Ferro e Fogo, AM Galeria de Arte, Belo Horizonte.

2007

Gulánum Náme. Jorge dos Anjos, Casa dos Contos, Ouro Preto.

Projeto Vestir a Cidade, 4° FAN-Festival de Arte Negra, Belo Horizonte.

2006

Esculturas, Lagoa da Pampulha, 3° FAN – Festival de Arte Negra, Belo Horizonte / Esculturas, Praça da Estação, 3° FAN – Festival de Arte Negra, Belo Horizonte.

2001

Jorge dos Anjos, Espaço Cultural Mauá, Rio de Janeiro; Shopping Colombo, Lisboa, Portugal.

1999

Risco Recorte Percurso, Quadrum Galeria, Belo Horizonte.

1996

Projeto Mural, Cine Ponteio-Liberdade, Belo Horizonte.

Aquarelas e Esculturas, Galeria CDL, Fortaleza.

1995

AM Arte Design, Belo Horizonte / 999 Studio, Rio de Janeiro / Intervenções Urbanas, 1° FAN – Festival de Arte Negra, Edifício Sulacap/ SulamÉrica, Belo Horizonte.

1991

AM Galeria de Arte, Belo Horizonte.

1988

Sala Manoel da Costa Athaíde, Museu da Inconfidência, Ouro Preto / Galeria Cândido Portinari, UERJ, Rio de Janeiro.

1982

Galeria Levindo Fanzeres, Vitória (Espírito Santo).

1980

Galeria Gesto Gráfico, Belo Horizonte.

1978

Fundação de Arte de Ouro Preto, FAOP (Minas Gerais).

 

Exposições Coletivas

2018 

“Quilombo do Rosário – Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea – Rio de Janeiro, RJ.

2017

Infinito Instante – BDMG Cultural – Belo Horizonte, MG.

Geometria Afro-brasileira e Africana – Museu Afro Brasil – São Paulo.

2015

Cru e Transitório – Sesc Palladium – Belo Horizonte, MG.

2014

Mostra Rio de Esculturas Monumentais – Praça Paris, Rio de Janeiro.

Minas Território da Arte – Palácio das Artes – Belo Horizonte, MG

2012

Centro Cultural dos Correios – Rio de janeiro, RJ.

2011 / 2012

Europália – Bruxelas, BÉlgica.

2011

Africanidades – MUSA – Museu de Artes da Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

2008

Mostra Contemporânea de Arte Mineira. Música, Ritos, Teatro, Serviço Social do ComÉrcio, São Paulo.

2006

Encuentro entre dos mares – áfricas- AmÉricas. Encuentros convergentes: ancestralidade y contemporaneidad, Bienal de Valencia, Espanha.

RÉplica e Rebeldia [Artistas de Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique], Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro; Museu de Arte Moderna, Salvador – Brasil; Luanda – Angola; Moçambique.

2005

BrÉsil l´Heritage African, MusÉe Dapper, Paris.

Negras Memórias, Memórias de Negros, Museu Oscar Niemeyer, Curitiba.

30 Anos da FAOP, Espaço Cultural Usiminas, Ipatinga; Centro de Artes e Convenções da UFOP, Ouro Preto. 2004 – Exposição Permanente, inauguração do Museu Afro Brasil, Parque do Ibirapuera, São Paulo.

2003

Negras Memórias / Memória de Negros, Galeria FIESP, São Paulo.

Keep in Touch, Keramikmuseum Höhr-Grenzhausen, Alemanha.

2000

Bravas Gentes Brasileiras – Brasil 500 Anos, Palácio das Artes, Belo Horizonte.

4º Mostra RB1 de Esculturas Monumentais, Rio de Janeiro.

1999

Dois-Zwei, Sala Manuel da Costa Athaíde, Museu Inconfidência, Ouro Preto (Minas Gerais).

In-Utensílios, Museu da Casa Brasileira, São Paulo; Palácio das Artes, Belo Horizonte.

Cotidiano/Arte – Consumo, Itaú Cultural, São Paulo.

1997

Prospecções: Arte nos Anos 80 s 90, Palácio das Artes, Belo Horizonte.

Pedra Sabão Dois SÉculos Depois, Praça da Savassi, Belo Horizonte.

1995

Brasilian Art Today, Souza Edelstein, Nova York (Estados Unidos).

Luzes de Ouro Preto, Palácio Avenida, Curitiba.

Herdeiros da Noite, Centro de Cultura de Belo Horizonte (Minas Gerais).

Invenções Afro-Brasileira-Corpo e Ambiente, Museu do Açude, Rio de Janeiro.

1989

Panorama Atual da Arte Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo, (São Paulo).

Jardim Neo Concreto, Parque Municipal de Belo Horizonte.

1988

A Mão Afro Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo (São Paulo).

1987

Cinco Pintores Mineiros, Galeria do Banco Central, Brasília.

XIX Salão Nacional de Arte da Prefeitura de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha.

1986

Objeto de Interferência – Arte Postal, Palácio das Artes, Belo Horizorte; Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco, Recife.

Caminhos Internos da Arte Mineira – Geração Guignard, Galeria do Bando do Brasil, Brasília.

IX Salão Nacional de Arte-Sudeste, Palácio das Artes, Belo Horizonte.

Quatro Artistas de Ouro Preto, Propuesta Galeria de Arte, Assuncion, Paraguai.

1985

XVII Salão Nacional de Arte da Prefeitura de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha. (Prêmio Secretaria de Cultura).

1982

XIV Salão Nacional de Artes da Prefeitura de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha. (Prêmio Coordenadoria de Cultura).